Cuidados com a embarcação: dicas de preservação e segurança

Tipos de Veleiros
Qual veleiro escolher: Catamarã ou Monocasco?
Fevereiro 19, 2021
Cuidados com a embarcação

Quem é dono de uma embarcação certamente vai dizer que o seu maior hobby é poder navegar. Sozinho ou em família, em água doce ou salgada, estar com o barco em movimento é impagável. Mas, mesmo como um hobby, ele não deixa de ser um meio de transporte como outro qualquer, necessitando de cuidados com a embarcação para manter a preservação e segurança.

Afinal, boas práticas para conservá-lo garantem uma vida longa útil tanto do casco como do motor do seu barco. Por se tratar de uma aquisição de custo elevado, certamente você não quer ter prejuízos com manutenção e reparos, muito menos lidar com imprevistos durante uma navegação.

Sendo assim, neste post, você vai saber mais sobre como conservar a sua embarcação, quais os cuidados que precisa ter e as medidas essenciais para manter seu barco seguro. Continue lendo para saber mais!

Manutenção

Segundo a Marinha do Brasil, é essencial manter a sua embarcação com a manutenção em dia. E se você está em busca de segurança e economia, o ideal é que essa manutenção seja a preventiva e não a corretiva. As inspeções regulares são verdadeiros trunfos para você encontrar pequenas avarias que, se forem deixadas de lado, poderão se tornar problemas maiores e consequentemente mais caros no futuro.

Portanto, para manter uma embarcação ativa e com gastos mais baixos, a dica é seguir a orientação do fabricante e fazer as revisões periódicas que, geralmente, acontecem a cada seis meses.

Vale ressaltar que apenas profissionais qualificados devem fazer a manutenção na sua embarcação. Jamais optar por “gambiarras” ou consertos de última hora.

Vistoria

Quando vamos viajar utilizando um meio de transporte, mesmo que a manutenção esteja em dia, é essencial uma vistoria rigorosa antes de pegar a estrada. A mesma regra vale para barcos, ou seja, é preciso fazer uma checagem completa de todos os equipamentos e dos sistemas de embarcação.

Os equipamentos de emergência são os primeiros a serem vistoriados: extintores, coletes e botes salva-vidas precisam estar em boas condições de uso, dentro do prazo de validade e em quantidade suficiente para atender todos os tripulantes.

Vistoriar o casco também é fundamental antes da partida, porque você terá a possibilidade de verificar se existem buracos ou vazamentos na embarcação.

O motor é outra peça essencial que precisa de uma checagem antes da navegação. É preciso:

  • Limpá-lo, justamente por conta de resíduos presentes no fundo de lagos, rios, represas e principalmente em mares. Esses resíduos, se deixados de lado, podem danificar os componentes internos do motor;
  • Verificar se há vazamentos antes de guardar o seu barco. Atente-se ao sistema de alimentação de combustível e dos lubrificantes. Vale uma boa inspeção de possíveis parafusos soltos ou mangueiras;
  • É importante fazer a limpeza dos Anodos de Sacrifício do Motor de Popa. Lavar sempre com água doce;
  • Se atentar ao nível de óleo e de líquido de resfriamento do motor. E, falando em óleo, lembre-se de realizar a troca a cada 50 horas de uso;
  • Checar as condições dos hélices do motor. Eles não podem estar amassados, quebrados ou trincados!

Se você for deixar o seu barco parado por mais de 30 dias é muito importante não esquecer de esvaziar a gasolina do tanque. Combustível velho no sistema de alimentação pode entupir os dutos do motor, devido à oxidação ocasionada pelo tempo. E só vai ser possível notar o problema durante uma navegação.

Abastecer com gasolina adulterada pode não fazer a queima de forma correta e deixar resíduos no motor ocasionando a carbonização. Prejuízo na certa!

Planejamento

Após ter a certeza de que tudo que diz respeito à segurança da estrutura e dos equipamentos está em dia, é necessário planejar a viagem, ou seja, é preciso traçar a rota, verificar a previsão do tempo e, por último, mas não menos importante, é interessante conhecer o comportamento das correntes marítimas e dos ventos na região que irá navegar.

Comunicar o seu trajeto para a Marina, Iate Clube ou Condomínio Naval é mais uma medida de segurança, para caso a sua embarcação venha a sofrer algum acidente.

Limpeza

Uma boa conservação e segurança de uma embarcação está totalmente atrelada a sua limpeza e higienização.

A limpeza interna é essencial para combater mofo, principalmente se no local há colchões, carpetes ou almofadas. Manter o local arejado também contribui para a higienização.

Vidros, dobradiças, fechos e articulações devem receber manutenção contínua para não sofrerem avarias por conta da exposição ao tempo e a água, principalmente a do mar.

Ao realizar a limpeza do casco, opte sempre por produtos de limpeza náuticos e eco eficientes. É importante ter a consciência de que, dependendo do produto que utilizar, poderá contaminar o solo ou poluir as águas.

Seguro

Um cuidado fundamental para quem é dono de um barco e quer mantê-lo conservado e em segurança é contratar um seguro de embarcações. É muito importante escolher uma seguradora que tenha know-how em embarcações, além de oferecer uma orientação profissional.

A Brancante Seguros está há 20 anos no ramo de seguros de embarcações. A sua consolidação no mercado garante uma assessoria altamente qualificada na liquidação dos sinistros.

Com mais de 4,5 mil barcos assegurados, as apólices cobrem possíveis danos internos e externos ao veículo, garantindo mais tranquilidade e o direito ao bem-estar de quem está a bordo.

Gostou do artigo? Não deixe de conferir o nosso blog com mais informações relevantes sobre o mercado náutico.  

Solicitar Cotação