Qual veleiro escolher: Catamarã ou Monocasco?

Acidentes náuticos
Acidentes náuticos: saiba como preveni-los
Fevereiro 12, 2021
Cuidados com a embarcação
Cuidados com a embarcação: dicas de preservação e segurança
Fevereiro 26, 2021
Tipos de Veleiros

Tipos de Veleiros

Na hora de escolher o tipo de veleiro para chamar de seu bate aquela dúvida: Catamarã ou Monocasco? E acredite, esta dúvida não é só sua! Saiba que os dois tipos de veleiros foram pautas de muitos meios de comunicação especialistas no segmento náutico em que apontavam suas características, seus pontos fortes e fracos, além de de suas qualidades.

Esses tipos de veleiros são os mais comuns para os amantes de barcos de motor e, assim como futebol e os seus times de coração, também geram uma discussão entre qual dos dois é o melhor.

A verdade é que a decisão da compra vai depender de uma série de fatores como:

  • Para qual uso será destinado;
  • Preço;
  • Tipo de motorização;
  • Segurança;
  • Conforto.

E pensando nisso, vamos listar as características de cada um para ajudar você na escolha de qual será o seu veleiro.

Características do Catamarã

O Catamarã é um veleiro com dois cascos paralelos na sua base, característica que permite maior estabilidade na água. Por conta disso, é um tipo de embarcação que balança menos, mesmo se estiver em alta velocidade.

Esse designer específico do Catamarã possibilita corte nas ondas com uma certa facilidade, amortecendo o impacto nas águas. É ideal para velejar na costa brasileira que tem como característica mar picado, com ondas curtas e não muito altas.

Apesar de não ser o tipo de veleiro que predomina no Brasil, ele é ideal para viagens de longas distâncias já que oferece estabilidade, segurança e conforto, além de ser 20% mais rápido que um barco Monocasco devido às suas características.

Características do Monocasco

É o tipo de veleiro que predomina no Brasil. Ele representa 95% dos barcos a motor à venda no país, por isso, tem um preço mais atrativo em relação ao Catamarã.

Esse tipo de veleiro permite que o velejador perceba a intensidade do vento somente pela inclinação do barco. Se ele estiver inclinando muito, é possível caçar menos as velas ou até mesmo reduzir suas áreas.

A forma de velejar um Monocasco é totalmente diferente de um Catamarã. Esse tipo de embarcação é ideal para mares mais agitados, até porque seu designer foi projetado para desvirar sozinho, por ser auto adriçante.

Por ser um barco mais clássico, o Monocasco tem um poder de venda muito maior em relação ao Catamarã. Além disso, por ser o mais comercializado no país, conta com uma quantidade maior de marinas preparadas para que os velejadores possam amarrar seus barcos. Portanto, comercialmente falando, esse tipo de veleiro é venda certa.

Espaço

Mas, ao falar em espaço, o Catamarã ganha em disparada quando há a comparação. A sua estrutura permite um melhor aproveitamento do espaço em relação aos barcos Monocascos do mesmo tamanho.

Por exemplo, um veleiro Catamarã de 40 pés permite que sejam colocadas até quatro suítes, enquanto no outro tipo é possível apenas três camarotes e dois banheiros.

O espaço que existe entre os dois cascos possibilita a montagem de um grande salão junto com a cozinha com uma visão panorâmica tanto para a proa quanto para a popa.

Sem falar no convés do veleiro Catamarã que é comparado como uma casa, devido ao seu tamanho.

Calado

O Catamarã exige menos calado uma vez que o barco é distribuído em dois cascos. Com isso, é possível que a embarcação faça aproximações rasas mesmo perto das praias.

Estabilidade e Segurança

Para viagens longas, o Catamarã é ideal porque oferece estabilidade e aquele mal-estar causado pelo balanço do barco é bastante minimizado. Ele é um barco mais leve, além de dificilmente virar – mesmo que isso ocorra, os dois cascos permitem que ele continue boiando.

Porém, é fundamental que o velejador fique atento ao lado de fora da embarcação, acompanhando as condições do tempo para não ser pego de surpresa por um vento muito forte.

O Monocasco foi projetado para voltar na posição original caso sofra um tombamento. Isso acontece por conta do efeito do peso da quilha.

Mais caro

A grande vantagem do veleiro Monocasco é em relação ao preço. Como já falamos por aqui, este tipo de embarcação representa mais de 95% dos barcos a motor à venda no Brasil, portanto, seu custo é mais acessível. Um veleiro Catamarã pode custar até o dobro de um Monocasco.

Além do preço, os donos de Catamarãs, geralmente, vão pagar mais – até o dobro –  para deixar seu barco nas marinas brasileiras, justamente por ser uma embarcação mais larga.

Já em relação aos custos de manutenção, mais uma vez, o Catamarã sai em desvantagem em comparação ao Monocasco, porque é preciso consideração que são dois motores, duplo cascos e, em geral, as dimensões de equipamentos são maiores, o que consequentemente, dão um custo maior de manutenção.

Gostou do artigo? Não deixe de conferir o nosso blog com mais informações relevantes sobre o mercado náutico. Conheça mais sobre a Brancante Seguros, a maior empresa do ramo de seguros para embarcações.

Solicitar Cotação